Header

Litoral do Paraná registra quase 30 afogamentos por dia desde o início do verão

 

Corpo de Bombeiros registrou, em média, 29 afogamentos por dia no litoral do Paraná entre o início do verão, no dia 21 de dezembro, e a segunda-feira (1º). No total, foram 350 casos de afogamentos – contra 185 no mesmo período da temporada passada.

O aumento chegou a 89,1%. Os dados foram divulgados pela Coordenação Geral do Verão Paraná 2017/2018 na segunda-feira.

Conforme os Bombeiros, houve registro de duas mortes nesta temporada – um corpo foi encontrado no mar e uma pessoa se afogou em uma área fora da cobertura de guarda-vidas.

Os números divulgados pela coporação também apontam aumento de 13,2% nas orientações dadas pelos guarda-vidas, que passaram de 13.159 para 14.897, e de 58,2% nas advertências (de 5.359 para 8.474).

“A elevação está ligada ao aumento populacional nas praias que já era esperado pelo Corpo de Bombeiros”, explicou o tenente-coronel Jair Pereira, comandante do 8º Grupamento de Bombeiros.

Segundo ele, o consumo de bebidas alcoólicas em excesso também contribui com a estatística. “As pessoas não percebem os riscos e acabam se sujeitando ao perigo”, afirmou.

Desde o início desta temporada, o Corpo de Bombeiros diz ter colocado mais de 660 bombeiros militares à disposição da população, dos quais 350 são guarda-vidas. Eles ficam em 89 postos distribuídos pela orla.

Ainda de acordo com os Bombeiros, também houve aumento na quantidade de crianças perdidas, saindo de 127 no mesmo período da temporada passada para 164 até a segunda-feira – um aumento de 29,13%.

Segurança

O secretário Chefe da Casa Militar e Coordenador Geral do Verão Paraná 2017/2018, coronel Elio de Oliveira Manoel, informou em entrevista coletiva que, do dia 21 de dezembro até a segunda-feira, houve queda nos roubos em comparação com a última temporada (de 56 casos para 43) e o aumento de pessoas encaminhadas à delegacia (de 114 saltou para 258).

1