Header

Mesmo contra a lei, banhistas levam cães à praia; veja riscos de doenças

 

Apesar de as placas ao longo dos calçadões de Caiobá, Matinhos e Guaratuba serem claras, muita gente insiste em levar os pets para a areia: a regra, registrada na Lei nº 1008/2006, deixa explícita a proibição dos cães na área dos banhistas.

O motivo? O risco de doenças transmitidas pelos animais. Mas não só: os bichos também ficam expostos a problemas graves quando em contato com mar, areia e calor (um exemplo é o verme do coração que, se não tratado, podem levar à morte).

E mesmo com todo o cuidado por parte dos tutores, a praia está longe de ser o lugar ideal para os pets. O risco de doenças que podem ocorrer tanto em humanos quanto nos animais são grandes.Veja alguns exemplos:

Bicho geográfico

É uma larva microscópica presente no intestino e nas fezes de cães e gatos. Assim como o bicho de pé, ela penetra na pele e forma uma espécie de caminho avermelhado, gerando bastante coceira e incômodo.

O tratamento não envolve a retirada da Larva migrans cutânea, mas o uso de pomadas e a crioterapia (aplicação de gelo no local para matar o bicho geográfico).

Dilofilariose canina

Aedes aegypti, mosquito que transmite as doenças dengue e Zika nos humanos, é também um dos transmissores da dirofilariose canina, ou a doença do verme do coração. Quando não tratada, pode levar à morte.

O tratamento com medicamentos dura, inicialmente, 30 dias. A cada quatro meses, os exames devem ser refeitos.

Queimaduras no focinho, orelhas e patas

Os raios UV não afetam só os humanos. Quando expostos por muito tempo no sol, cães podem sofrer queimaduras nas regiões mais sensíveis do corpo, como o focinho, as orelhas e as patas. Por isso, a dica é sempre passar protetor solar específico para cães.

Infecções de ouvido e úlceras nos olhos

Microrganismos presentes na areia podem causar alergias e inflamações na pele dos animais. Já a água do mar pode gerar dor de ouvido e conjuntivite – em alguns casos, até úlceras nos olhos dos pets

Cleomar Diesel Fonte Gazetadopovo

1