Header

Ostras especiais de Guaratuba

 

 

O paraíso das ostras existe e, para a sorte grande dos paranaenses, fica logo ali: basta descer a serra em direção à Guaratuba, passar pelo ferry-boat e seguir por mais três quilômetros na estrada do Cabaraquara. É onde começa o Caminho das Ostras, uma rota de aproximadamente 700 metros em que estão cinco restaurantes especializados em ostra, o molusco mais requintado do mundo.

As ostras de mangue do Cabaraquara, da espécie Crassostera brasiliana, carregam o prestígio de seu sabor e pureza graças ao local em que são cultivadas. A baía de Guaratuba faz parte de uma região de preservação natural – a Área de Proteção Ambiental Estadual de Guaratuba (conhecida também como APA de Guaratuba) e o Parque Nacional de Saint Hilare-Lange – e, por isso, suas àguas são praticamente livres de resíduos nocivos, como combustíveis e outros dejetos.

“Como é um animal filtrador, a ostra se alimenta tanto dos bons nutrientes (fitoplânctons) quanto dos ruins, então a água em que ela vive precisa ser muito saudável”, explica a gestora ambiental Larissa Sadoski. A região de Guaratuba começou a produzir ostras há 20 anos, quando Hamilton de Moura Kirchner, 43, proprietário do restaurante Ostra Viva, criou o projeto de mesmo nome com o pai, Hamilton Kirchner Filho.

“Me sinto realizado por ter ajudado a transformar uma região que era pouco produtiva e que tem bastante potencial econômico e gastronômico”, diz Hamilton. O termo representa bem o que aconteceu com a estrada do Cabaraquara ao longo das últimas duas décadas: depois do Ostra Viva, a região se transformou em um oásis para os apreciadores da gastronomia litorânea.

“Nós temos umas das três melhores ostras do mundo, sabia?”, diz o extrativista, orgulhoso. Ele se refere a um episódio que é quase uma lenda na região. Segundo Hamilton, o historiador japonês Kikuo Yamamoto, que andou pelos cinco continentes em busca das ostras mais inesquecíveis do globo, se emocionou com a Crassostera brasiliana. “Já provei ostras praticamente do mundo inteiro, mas seguramente posso dizer que as ostras de Guaratuba estão entre as três mais saborosas do mundo”, comentou ao passar pelo litoral paranaense.

O Bom Gourmet visitou todos os restaurantes do Caminho da Ostra e a lista apresenta os estabelecimentos de acordo com a ordem do trajeto.

Materia completa no site da Gazeta do Povo

Litoral do PR tem ostras “Romeu e Julieta” e com gorgonzola e mel; confira o roteiro

1