Início Esportes Athletico vence o Operário por 3 a 0 e vira o único...

Athletico vence o Operário por 3 a 0 e vira o único ‘time 100%’ da Taça Dirceu Krüger

53

Letal no primeiro tempo e seguro na etapa final, o Athletico conseguiu derrotar o Operário de Ponta Grossa por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (20), na Arena da Baixada. A partida era válida pela 3ª rodada da taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Campeonato Paranaense.

Com o resultado desta quarta, o Athletico foi a 9 pontos em 3 jogos. Não apenas lidera o grupo A, mas também é a única equipe que somou 100% dos pontos na taça Dirceu Krüger. Nos dois jogos anteriores, o time derrotou o Toledo (8 a 2) e Maringá (4 a 0). Ainda restam duas rodadas. Nessa fase, os times jogam com os adversários dentro dos próprios grupos. Os dois primeiros avançam à semifinal.

Autor de dois gols, o meia Marquinho chegou a 4 no Estadual e é o vice-artilheiro, ao lado de Rodrigão (Coritiba) e atrás de Bergson, também do Athletico, com 5. O utro gol na partida desta quarta foi do zagueiro Lucas Halter.

TÉCNICO

O jogo desta quarta-feira foi o 9º de Rafael Guanaes à frente do Athletico. Nos outros, ele somou quatro vitórias, dois empates e duas derrotas, com 17 gols pró e seis gols contra.

TABELA

O próximo jogo do Athletico será neste sábado (23), contra o Foz, também na Arena da Baixada.

No Estadual, o Athletico utiliza o time de aspirantes, sob o comando do técnico Rafael Guanaes. O time principal, dirigido por Tiago Nunes, vai disputar apenas a Copa Libertadores – pelo menos enquanto não começar o Brasileirão.

ESCALAÇÃO

Guanaes mudou três jogadores em relação à ultima partida. Promoveu o retorno de Paulo André à zaga e promoveu as estreias dos meio-campistas Leo Cittadini e Matheus Rosseto. Estreias, no caso, em jogos oficiais neste ano, já que ambos estavam com o time principal – e disputaram apenas amistosos em 2019. O esquema foi o 3-5-2, mas com Marquinho no meio-de-campo e Jáderson  como atacante pelos lados do campo.

PRIMEIRO TEMPO

O Athletico conseguiu marcar um gol cedo: eram 4 minutos quando Lucas Halter acertou um chute de sem-pulo no ângulo direito do goleiro Simão. Mas depois disso o Operário avançou a marcação, forçando os jogadores do Furacão a erros com a posse de bola em seu próprio campo. O time do interior chegou a ter um gol (corretamente) anulado e exigiu quatro defesas do goleiro Leo.

Mas o Furacão, quando foi ao ataque, mandou uma bola na trave e marcou mais um gol, aos 27 minutos, com Marquinho, de falta. A situação do Operário piorou aos 37 minutos, quando o lateral Léo fez falta dura em Vitinho; ele já tinha cartão amarelo e acabou expulso.

No primeiro tempo, o time da casa finalizou apenas duas vezes na direção do gol, enquanto o Operário somou cinco – todas defendidas pelo goleiro Léo.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, diante de um rival com um jogador a menos, o Athletico tomou conta do campo de ataque. O Operário só ensaiou uma reação depois que entraram no time o meia Jean Carlos e o atacante Bruno Batata, aos 11 minutos. Mas o Furacão fez 3 a 0 aos 17 minutos, com Marquinho, após boa jogada de Vitinho.

Em seguida ao gol, Marquinho e Leo Cittadini saíram, para as entradas do meia Matheus Anjos e do volante Erick. O Athletico passou a jogar com uma linha de quatro defensores – Khellven se somava aos três zagueiros quando o time não tinha a bola – e diminuiu o ritmo. Aos 35, Eder substituiu Paulo André na zaga. E o time administrou a vantagem até o fim.

Na partida, o Athletico somou 13 finalizações (5 certas e uma na trave), contra 14 (6 certas e uma na trave) do Operário.

 

ATHLETICO 3 x 0 OPERÁRIO
Athletico: Leo; Lucas Halter, Paulo André (Eder) e Zé Ivaldo; Khellven, Matheus Rossetto, Léo Cittadini (Erick), Marquinho (Matheus Anjos) e Vitinho; Jáderson e Bergson. Técnico: Rafael Guanaes
Operário: Simão; Léo, Alisson, Juan Sosa e Peixoto; Chicão, Índio, Rafinha (Jean Carlos), Robinho (Serginho Paulista) e Cleyton; Lucas Batatinha (Bruno Batata). Técnico: Gerson Gusmão
Gols: Lucas Halter (4-1º), Marquinho (27-1º e 17-2º)
Cartões amarelos: Leo (Operário), Bergson, Vitinho, Khellven, Jáderson
Expulsão: Leo (Operário), 37-1º
Árbitro: Adriano Milczvski
Local: Arena da Baixada, em Curitiba, quarta-feira

 

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

4 – Gol do Athletico. Khellven cobra falta lateral. A bola vai ao gol e Simão defende para escanteio. Khellven cobra para a área e Lucas Halter emenda de sem-pulo, no ângulo direito

7 – Após cobrança de escanteio rasteira, Alisson tenta escorar no primeiro pau, mas manda para fora

12 – Paulo André a bola perto da área. Ela fica com Lucas Batatinha, que bate a gol. Léo pega

13 – Após cobrança de lateral, Zé Ivaldo falha na área do Athletico. Lucas Batatinha gira e chuta a gol. Léo pega

16 – Cleyton cobra falta e Léo defende no canto

17 – Khellven cobra falta lateral e manda direto a gol. A bola vai por cima

23 – Cleyton cobra falta para a área. Peixoto ajeita Lucas Batatinha manda para dentro. O árbitro flagra impedimento de Lucas Batatinha e anula

23 – Peixoto lança. Lucas Batatinha surge na cara do gol e finaliza. Léo sai e faz grande defesa aos seus pés

26 – Leo Cittadini recebe e chuta colocado, de fora da área. A bola bate na trave direita

27 – Gol do Athletico. Marquinho cobra falta frontal e acerta o ângulo esquerdo

30 – Robinho cobra falta para a área. Léo tira de soco. Chicão pega a sobra e arremata de fora da área, mas para longe do gol

34 – Khellven cobra falta do bico da área. A bola leva perigo e vai na rede por cima do gol

35 – Cleyton avança com a bola e bate do bico da área. Léo pega

38 – Zé Ivaldo arrisca de fora da área e manda por cima do gol

45 – Khellven cruza. Léo Cittadini cabeceia e o goleiro pega

SEGUNDO TEMPO

4 – Khellven cruza da direta. Rossetto bate de primeira. A bola desvia na zaga e o goleiro pega

5 – Khellven cruza. Bergson cabeceia com perigo, mas por cima

6 – Marquinho cruza da esquerda. Bergson cabeceia e manda por cima

15 – Índio aproveita sobra da defesa e chuta por cima do gol

17 – Gol do Athletico. Vitinho passa por dois marcadores e vai à linha de fundo. Marquinho surge na pequena área e fuzila

26 – Após contra-ataque, Cleyton passa por Khellven e chuta cruzado. A bola passa perto da trave e sai

36 – Bruno Batata bate de longe. Léo defende em dois tempos

41 – Vitinho avança pela esquerda e cruza rasteiro. Jáderson domina e chuta com efeito , mas para fora

42 – Bruno Batata recebe na meia-lua, dribla Eder e chuta. A bola bate no travessão e volta para Índio, que domina e bate de fora da área. A bola sai rente à trave

Fonte: Bem Paraná