Início Educação Alunos do Joaquim Mafra realizam resgate histórico de Guaratuba

Alunos do Joaquim Mafra realizam resgate histórico de Guaratuba

410

As turmas do 9º ano do Colégio Estadual Prefeito Joaquim da Silva Mafra finalizaram o projeto intitulado Resgate Histórico do Município de Guaratuba. Realizada anualmente, a iniciativa conta histórias marcantes da cidade. Objetivo é aproximar os alunos com a comunidade do bairro.

Cada grupo levou um tema que representa a comunidade. Os convidados foram: Marisa de Freitas representando o Fórum; a diretora Vaneli do Monteiro Lobato; Enéas Marcondes do Pronto-Socorro; padre Flávio da Paróquia São Francisco de Assis; sobre a erosão da Baía foram convidados Rocio Bevervanso e professor Carlos Quintino; Escola Municipal Olga Silveira, através de entrevista em vídeo com a Diretora Vanderli Nogueira, coordenadora Aline Corona e pedagoga Maria Veridiana Souza; Colégio Estadual Prefeito Joaquim da Silva Mafra, a primeira diretora do Colégio Maria Zozina e o atual diretor Wesley Oliveira do Prado; sobre o Ginásio de Esporte foi produzido um vídeo; os representantes da Rádio Litorânea foram Cristina Marques, Paulinho Max, Joelcio Andrade e José Victor.

O projeto realizado pela professora Vera Smeck teve como foco o bairro do Cohapar. Vera destaca o aprendizado que ela teve junto aos alunos. Ela ainda afirma que ficou satisfeita com o resultado obtido nos trabalhos.

A estudante Thais Zanella destaca a dificuldade em encontrar materiais históricos na cidade. Ela fala que teve que sair de sua zona de conforto para realizar o trabalho.

Lilian Hoy também fez parte do projeto. Ela conta que o processo de amadurecimento foi o principal ponto conquistado. Para ela, a dificuldade em achar materiais históricos ajudou nesse processo.

Durante o projeto vários representantes de segmentos do bairro Cohapar foram homenageados. No último dia da apresentação do projeto, os diretores do Joaquim também foram lembrados. Wesley de Oliveira Prado é o atual diretor do colégio e conta que é sempre um desafio comandar uma instituição como essa. O professor leciona desde 1997 no local que, segundo ele, é sua escola de coração.