Início Educação Após tragédia em Suzano, governo do Paraná lança programa Escola Segura

Após tragédia em Suzano, governo do Paraná lança programa Escola Segura

356

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou nessa sexta-feira (15) o programa Escola Segura, que prevê uma série de medidas preventivas e protetivas de segurança na rede estadual de ensino. O pacote vem logo depois o massacre que deixou deixou dez mortos na escola estadual Raul Brasil, em Suzano, em São Paulo.

Uma das medidas é a contratação de 200 policiais militares da reserva para reforçar a segurança nos colégios, que não são atendidos pelo Batalhão da Patrulha Escola Comunitária (BPEC). “Já estava no nosso plano de governo, com cronograma de implantação para final de maio, mas com a tragédia em São Paulo entendemos que é importante antecipar esse cronograma, até para que não tenha surto desse tipo de tragédia. É uma medida preventiva”, disse o governador Ratinho Junior. “São 100 escolas no Paraná das regiões de Foz do Iguaçu, Londrina e algumas da Região Metropolitana de Curitiba”, explicou.

“O investimento é de R$ 5 milhões nessa primeira etapa”, afirmou Ratinho Junior, explicando que um policial militar ficará na porta de cada uma dessas escolas, com uma moto. “Há também todo trabalho da Defesa Civil para profissionais da educação para situações de calamidade. Com a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, temos o programa Infância Segura, que é um trabalho de treinamento de profissionais de edução para identificar qualquer desvio psico do jovem, qualquer problema familiar. Para que profissionais possam fazer antedimento desse jovem”, contou o governador. “Há também um trabalho de prevenção de uso de drogas, para diminuir a possibilidade do jovem entrar no mundo das drogas”, comentou.

A primeira etapa do programa vai entrar em funcionamento na segunda quinzena de abril. Até lá, os policiais vão passar por um período de treinamento.

Fonte: Bem Paraná