Início Segurança

Assassino confesso de Rachel Genofre é transferido pra Curitiba

Carlos Eduardo dos Santos, de 54 anos, suspeito de ter matado em 2008 a menina Rachel Genofre – encontrada morta dentro de uma mala na rodoviária de Curitiba com sinais de abuso sexual – foi transferido nesta terça-feira (22) para a capital paranaense, segundo apurou a reportagem da Gazeta do Povo. Santos veio à capital paranaense para prestar mais um depoimento aos delegados responsáveis pelo caso.

O suspeito deixou a Penitenciária de Sorocaba II, no interior de São Paulo, onde está preso desde 2017 por outros crimes, inclusive sexuais, e chegou em Curitiba na tarde desta terça. A transferência do suspeito estava autorizada desde o dia 23 de setembro – quatro dias após a identificação de Santos por meio do banco de DNA – pela Justiça de São Paulo.

A Polícia Civil, no entanto, não fez a transferência do suspeito naquele momento porque ainda estava investigando as declarações que Santos deu em depoimento à polícia na penitenciária no interior paulista.

Não se sabe se o suspeito já foi ouvido pela polícia nesta noite e nem quais são as etapas da investigação das quais o suspeito participará em Curitiba. Mais informações serão repassadas em coletiva de imprensa na manhã de quarta-feira (23).