Início Saúde

“Brincadeira” da rasteira pode causar danos graves e alerta pais

Imagem: Facebook/ Reprodução

Vídeos que viralizaram nas redes sociais nas últimas semanas alertam para uma brincadeira que pode ser muito perigosa. Em um dos vídeos, três amigos ficam lado a lado. O jovem do meio salta. Os amigos que estão do lado repetem o movimento. Quando o rapaz do meio volta a saltar, os dois amigos levantam os pés, dando uma rasteira no menino que pulou. Ele cai no chão inconsciente.

Em muitos casos, a brincadeira é realizada em colégios, sem que os alunos tenham noção da gravidade e das sequelas que a brincadeira pode acarretar. Lesões graves e até traumatismo craniano podem ser causados pelo forte impacto da queda. No ano passado, uma adolescente de Mossoró (RN) morreu durante uma dessas brincadeiras. Emanuela Medeiros morreu após reproduzir uma brincadeira conhecida como “Roleta Humana”. A jovem brincava junto a duas amigas, que a conduziam em uma espécie de cambalhota. Em uma tentativa que não deu certo, ela bateu a cabeça no chão e sofreu um traumatismo craniano. Apesar dos esforços em socorrê-la, ela não resistiu.

Especialistas em saúde e educação alertam pais, educadores e alunos para que não realizem a brincadeira. Torção de tendões, lesões na coluna, hemorragia intracraniana e um grave estado neurológico podem ser causados pelas brincadeiras. Mensagens em aplicativos de mensagens também procuram conscientizar sobre o risco: “Fiquem atentos com as escolas onde seus filhos estudam pois está circulando uma brincadeira aberrante onde já houve crianças com fratura craniana e leva a graves sequelas ou a morte. A falta de amor ao próximo tem levado a brincadeiras estúpidas”, diz uma das mensagens.

 

(Com informações do portal Hoje Mais, do site UOL e A Gazeta)