Início Litoral

Campanha arrecada recursos para projeto alternativo de estrada em Pontal do Paraná

Moradores e entidades ligadas à proteção do meio ambiente lançaram, na plataforma Benfeitoria, um financiamento coletivo para arrecadar recursos para o desenvolvimento de um projeto viário para Pontal do Paraná, no Litoral. O projeto seria uma alternativa à Faixa de Infraestrutura, proposta pelo governo Beto Richa (PSDB), que prevê um conjunto de obras que atenderiam um novo porto particular, que seria construído em frente à Ilha do Mel. O investimento previsto inicialmente foi de R$ 270 milhões.

A proposta vem sendo questionada por universidades e ONGs ligadas ao meio ambiente, que afirmam que o projeto causaria prejuízos ambientais, sociais e econômicos. Para viabilizar uma solução alternativa, foi criada a campanha O Litoral do Paraná Pede Socorro. A meta é arrecadar R$ 35 mil para a elaboração do projeto da Ciclo-Rodovia Interpraias e também para custear novas ações da campanha #SalveAIlhaDoMel. A 40 dias do encerramento, foram arrecadados cerca de R$ 7,4 mil.

O projeto da Ciclo-Rodovia Interpraias já está sendo elaborado por arquitetos e engenheiros especializados. Ele desafogaria o fluxo de vias sobrecarregadas de Pontal e atenderia turistas, comerciantes e moradores, estimulando o turismo, a geração de emprego e renda e o transporte sustentável. São previstos mais de 50 quilômetros de ciclovias.

O caminho beneficiaria diretamente 21 balneários de Pontal do Paraná e, indiretamente, outros 26 de Matinhos. Também facilitaria o deslocamento para algumas ilhas do litoral.

A solução vai ser apresentada ao governador Ratinho Junior. “Essa é a primeira proposta feita pela sociedade civil para buscar beneficiar as pessoas que carecem de condições adequadas para trafegar, trabalhar e viver com qualidade em Pontal do Paraná e região. O Porto de Paranaguá trabalha com cerca de 50% de sua capacidade de operação, que pode ser ampliada com uma melhor gestão do local. Não precisamos de mais um porto. Para que a pressa nesse projeto? Queremos que o governo ouça toda a sociedade. Já passou da hora de investimentos sérios em turismo no litoral do Paraná serem feitos”, defende Giem Guimarães, diretor do Observatório de Justiça e Conservação (OJC), uma das entidades a apoiar a campanha.

Como ajudar

As doações para a conclusão do estudo podem ser de R$ 20 aR$5 mil. Caso a meta seja atingida, os doadores serão recompensados com itens como camisetas, ecobags, diárias em pousadas na Ilha do Mel, entre outros. Caso o valor não seja atingido, as doações não serão debitadas das contas dos doadores.

Mais informações estão disponíveis no site Benfeitoria. Mais informações sobre a campanha #SalveaIlhadoMel estão disponíveis no site.

Faixa de Infraestrutura

O projeto da Faixa de Infraestrutura foi apresentado na gestão do ex-governador Beto Richa (PSDB) e tem recebido apoio do atual governador Ratinho Junior (PSD). O projeto prevê a construção de diversas estruturas, entre elas, a rodovia paralalela à PR-412, com 24 quilômetros de extensão, que atenderia um novo porto particular que seria construído na região da Ilha do Mel.

Imagem: AEN

O projeto foi amplamente questionado por ambientalistas e a construção acabou paralisada por causa das discussões. A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por exemplo, alega que o processo, que foi conduzido pelo Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral Paranaense (Colit), não respeita as leis ambientais. A universidade argumenta que os Estudos e Relatórios de Impacto apontaram dezenas de consequências negativas. Entre elas estão a diminuição dos estoques pesqueiros, prejuízos a animais aquáticos. Já o Observatório de Justiça e Conservação, aponta que a Faixa ainda exigirá a remoção do equivalente a 650 campos de futebol de uma das áreas de Mata Atlântica mais preservadas do Brasil.

ParanáPortal