Início Esportes

Coritiba conversa com Guerra, Berrío e dois jogadores do Grêmio

Com o comando técnico já definido, com Eduardo Barroca já confirmado, o Coritiba agora vai ao mercado em busca de reforços para 2020. E dois nomes que interessam são o meia-atacante Alejandro Guerra, do Palmeiras, e o atacante Berrío, do Flamengo. O presidente Samir Namur admitiu que já conversou com os clubes sobre os atletas.

“Vou responder, sim (sobre Berrío), porque existe uma negociação, mas não estou anunciando. Está no talvez. O Guerra é um talvez com boa chance de sim”, disse o dirigente, em entrevista à rádio Coxa, na manhã desta segunda-feira (23).

A situação do venezuelano, que pertence ao Palmeiras mas foi emprestado ao Bahia, disputando 18 jogos e marcando um gol, é a mais fácil. O jogador de 34 anos não está nos planos do clube paulista e está à disposição para ser negociado. Já Berrío, de 28 anos, é mais complicado. O atleta, que entrou em campo na final do Mundial de Clubes, contra o Liverpool, tem um salário alto, o que pode dificultar a contratação.

Além dos dois, o Alviverde também negocia com o Grêmio e com o Bragantino por três jogadores, dois do clube gaúcho, sendo um centroavante, e um do time paulista, campeão da Série B deste ano, e que está com negociação bem adiantada. No caso do acerto com o tricolor, a situação depende da permanência do lateral-esquerdo Kazu, que está emprestado ao Grêmio.

“O Coritiba tem interesse em dois atletas do Grêmio, não vou falar quais são, mas um atleta é de destaque do Grêmio e outro estava emprestado. O Grêmio não se posicionou o que quer fazer como Kazu. Nessa conversa, pode ser estendido (o empréstimo) para que esse atletas venham”, afirmou Samir.

Por fim, o clube ainda busca um centroavante e o presidente ressaltou que um jogador bem conhecido pode ser anunciado em breve. “Temos conversas com um centroavante de nome bem importante, conhecido. É possível que avance e aconteça”, concluiu.