Início Litoral

F. Andreis não tem licença para descarte flagrado em vídeo

Segundo órgãos responsáveis, a empresa foi notificada para esclarecimentos

Após a divulgação de um vídeo mostrando despejo de líquido na baía de Guaratuba, que circulou nas redes sociais, a F. Andreis, empresa responsável pela travessia, foi notificada para prestar esclarecimentos sobre o caso. A concessionária divulgou uma nota na manhã desta quarta-feira (7).

#JornaldaLitorâneaProduto ainda não identificado foi derramado na Baía de Guaratuba na tarde desta terça-feira (06).Tentamos contato com a empresa responsável pela travessia, mas não conseguimos. Vamos retornar na manhã de quarta-feira (07).O vídeo foi enviado ao nosso departamento de jornalismo.

Publicado por Litorânea 91,5 em Terça-feira, 6 de agosto de 2019

Célia Cristina Lima Rocha, chefe do escritório local do IAP, informa que a população deve denunciar no momento em que foi avistada a infração, para que possa produzir provas em flagrante. Célia declara que uma equipe está se deslocando ao local para fazer análises. O IAP notificou a empresa para que preste esclarecimento. A quantidade descartada com o flutuante parado é muito grande e a empresa não tem o licenciamento para o procedimento.

A oceonógrafa da Secretaria de Meio Ambiente Lorena Collares informa que a empresa não tem licença para fazer esse tipo de descarte. Segundo ela, uma reunião entre profissionais da pasta e o IAP foi realizada na manhã desta quarta-feira. A Secretaria acompanha os trabalhos do órgão competente na coleta de provas.

Confira a nota da F. Andreis

Na manhã de quarta-feira (7), a concessionária da travessia se manifestou e explicou que se trata de líquido de lastro do flutuante do atracadouro. Leia a nota:

Em relação ao vídeo publicado nas redes sociais na data de ontem 06/08, vimos a esclarecer que se trata de água de lastro do flutuante que serve para atracação e desatracação das embarcações. Ocorre, que com as marés altas registradas nos últimos dias, ocasionou a entrada de água no referido flutuante, necessitando seu esgotamento. Informamos ainda que tal procedimento não implicou qualquer prejuízo ao meio ambiente ou a saúde da população.

No mais nos colocamos a disposição para eventuais esclarecimentos adicionais.

Concessionária da Travessia de Guaratuba

Vazamento de óleo

No dia 11 de maio, a empresa esteve nos holofotes após um vazamento de mais de 400 litros de óleo diesel na Baía de Guaratuba. O vazamento ocorreu em um acidente com a bomba de combustível.

A empresa foi autuada por danos ambientais no caso do óleo. O valor da multa ainda não foi divulgado.