Início Litoral

Irã ameaça cortar importações do Brasil se navios não forem reabastecidos

O Irã ameaçou suspender suas importações do Brasil se o país não permitir o reabastecimento dos dois navios iranianos que estão parados no Porto de Paranaguá desde o começo de junho.

O embaixador do Irã em Brasília, Seyed Ali Saghaeyan, disse a funcionários do governo brasileiro que poderia facilmente achar novos fornecedores de milho, soja e carne se o país se recusar a abastecer os navios. Para o setor agrícola brasileiro, o impasse é uma péssima notícia. No primeiro semestre, o Irã importou cerca de 2,5 milhões de toneladas de milho do Brasil, praticamente o mesmo volume importado no mesmo período do ano passado, segundo dados oficiais.

A decisão da Petrobras de não abastecer os navios, segundo a empresa, foi tomada em razão das sanções impostas pelos EUA ao país do Oriente Médio. Um dos navios parados está com uma carga de 48 mil toneladas de milho e deveria ter levantado âncora em 8 de junho, o outro aguarda para receber combustível para poder rumar ao Porto de Imbituba (SC) onde receberá a carga de cereal. Os dois trouxeram uma carga de ureia ao Brasil.