Início Segurança

Liberada nesta quinta-feira a nova área de escape da BR-376, em Guaratuba

A estrutura servirá como mais um recurso de emergência para motoristas de veículos que apresentem problemas nos freios na descida da Serra.

A nova Área de Escape foi construída na margem esquerda da pista sul, para facilitar o acesso de veículos com excesso de velocidade. A estrutura tem faixa de aproximação de 500 metros para entrada, com sinalização horizontal indicativa quadriculada, caixa de cinasita (argila) com 1,1 metro de profundidade e 150 metros de extensão, além de duas faixas laterais pavimentadas para operação e transbordo dos veículos.

A BR-376/PR, rodovia que integra o principal corredor rodoviário do Sul do Brasil, interligando Paraná a Santa Catarina, passa a contar com uma nova Área de Escape. Ela foi construída na altura do km 667,3 em Guaratuba (PR), local onde constantemente há acidentes envolvendo caminhões. A estrutura foi liberada nesta quinta-feira, 14, e servirá como mais um recurso de emergência para motoristas de veículos que apresentem problemas nos freios na descida da Serra. As áreas de escape são construídas nas margens das rodovias principalmente em trechos de descida da Serra – com objetivo de auxiliar a frenagem de veículos desgovernados.

A Serra do Mar da BR-376 possui 19 km de extensão (km 660 ao km 679) e a queda de altitude é de aproximadamente 710 metros entre o início e término da Serra, o que requer perícia dos condutores no uso de freio motor, além de manutenção do veículo em dia. A situação se torna ainda mais delicada diante da grande movimentação de veículos pesados por dia na pista de descida: são cerca de 7 mil veículos pesados diariamente.

A lógica é semelhante a aplicada em pistas de automobilismo (caixa de brita) e faz com que o veículo reduza a velocidade a zero – minimizando ao máximo possíveis danos ao veículo e preservando a condição física dos condutores. A primeira Área de Escape da rodovia, construída em 2011 no km 671,7, já foi utilizada por 228 veículos pesados o que demonstrou a eficiência e assertividade do dispositivo.