Motoristas não respeitam vagas proibidas; fiscalização é falha

237

Em dias de alta temporada, a Avenida Atlântica de Guaratuba têm um alto fluxo de veículos que utilizam a rua para passear, ir à praia ou frequentar o comércio do local. O que nem todos sabem (ou fingem não saber) é que o estacionamento, em alguns locais, é proibido entre as 6h e 18h.

Além dos estacionados na Avenida Atlântica, foram flagrados carros parados na ciclovia da Praia dos Paraguaios e em vagas exclusivas para deficientes e idosos.

Segundo a Polícia Militar (responsável pela fiscalização), o estacionamento é punível de multa. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, estacionar o veículo em local proibido, quando há placa de sinalização, gera uma multa de R$ 195,23 e perda de 5 pontos na CNH. A corporação ainda afirma que eles não podem guinchar os veículos, pois não existe um espaço para levar os automóveis.

Em contrapartida, moradores e turistas reclamam da falta de policiamento nesse assunto. Segundo eles, não é visto o trabalho ostensivo de orientação e fiscalização com veículos parados nas vagas proibidas. Além dos estacionados irregularmente, moradores da região reclamam de alguns ambulantes que ficam dias utilizando as vagas na praia, atrapalhando a rotatividade das vagas.

Na orla da praia, a PM conta com um ponto fixo na Central e outro Cristo, mas, mesmo assim, as vagas da avenida continuam sendo ocupadas. Segundo os moradores, a utilização de uma ou mais das seis motos, disponibilizadas pela Operação Verão, seria de grande importância para coibir e nortear os motoristas. Para eles, só a punição não adianta, porém, a presença e orientação ajudariam bastante.