Início Semana Nacional do Trânsito

“Parecia um pesadelo”, relata Dilmara, que perdeu uma perna em acidente na Nicolau Abagge

Após quase um ano, vítima ainda luta para se adaptar a nova vida

Dilmara recebendo atendimento no momento do acidente

Segunda-feira, dia 12 de novembro de 2018, 15h30. Uma rota de um pouco mais de 10 minutos entre o bairro Piçarras e o Centro de Guaratuba durou mais de um mês para Dilmara Leal Chaves, de 40 anos. Ela e sua filha, Kályta, colidiram em um Audi, na Avenida José Nicolau Abagge, quase em seu destino final. Esse choque mudou totalmente a vida da acidentada.

Após o acidente, Dilmara passou por várias cirurgias, fez duas amputações na perna direita e ficou um mês internada no Hospital Regional de Paranaguá, sua filha também ficou alguns dias no hospital, mas teve somente escoriações. Dilmara conta que tudo o que ela passou parecia um “pesadelo”.

Aliás, foi na filha o primeiro pensamento de Dilmara após o acidente. Ela conta que ainda não tinha reparado em sua fratura e tentou achar forças para ajudar Kályta.

Dilmara conta declara que sua vida mudou drasticamente após o acidente. Emocionada ela fala que teve que reaprender como andar. Dilmara se apoia bastante na fé para superar os obstáculos.

Agora Dilmara irá comprar uma prótese para tentar facilitar um pouco suas dificuldades. Segundo ela, um outro exemplar que custaria R$ 50 mil, contando com tratamento e acompanhamento, ainda está fora de seu alcance.

No fim da entrevista, Dilmara ainda fez um apelo bastante comovente para todos que estão no trânsito.