Início Esportes

Projeto Vôlei em Rede destaca a importância da leitura em atividade divertida, em Guaratuba

Fotos: Divulgação IC

Durante os meses de outubro e novembro, a professora do Núcleo Guaratuba/PR, Cássia Melchioretto, organizou para os seus alunos do projeto Vôlei em Rede o concurso O Bom Leitor. Todos os anos se possível próximo ao Dia Nacional do Livro, celebrado em 29 de outubro, a professora busca realizar ações que incentivem a leitura por acreditar que esse simples hábito contribui muito para o desenvolvimento da garotada. Ao todo, participaram 24 alunos, que concorreram a livros e a uma maleta especial de leitura (prêmio do primeiro lugar) ao se envolverem em diferentes atividades. Todos receberam marca-páginas personalizados.

Crianças e adolescentes concorreram a livros e a uma maleta de leitura

“Sempre falo para eles que toda leitura, além de ser válida, é também necessária. O incentivo à leitura faz parte das conversas diárias com os alunos, pois acredito que o livro estimula a imaginação e desperta o conhecimento”, contou a professora Cássia. O concurso aconteceu paralelamente ao projeto de leitura do Colégio Estadual Prefeito Joaquim da Silva Mafra, sede do Núcleo Guaratuba, que mobilizou toda a comunidade escolar a dedicar uma aula por semana exclusivamente para a leitura.

Nesse ano, os alunos do projeto Vôlei em Rede acumularam pontos na carteirinha do Compartilhar Fidelidade por atividades relacionadas à leitura – entre elas, tirar fotos participando do Dia de Leitura do colégio, lendo o livro diariamente, ou até mesmo bater uma foto criativa. A criação de uma redação, música, poesia ou vídeo em torno de uma lição aprendida em um livro foi o que mais rendeu pontos. O Compartilhar Fidelidade é uma ação complementar do Instituto Compartilhar que incentiva ações positivas no dia a dia da garotada e premia, no final do ano, os alunos que mais se destacaram.

As alunas destaque foram Jordana Massonette (embaixo, no meio), Fernanda Martins (embaixo, à direita) e Letícia Cordeiro (à esquerda)

A aluna vencedora do primeiro lugar, Jordana Massonette, 16 anos, da categoria Vôlei, fez uma poesia sobre o que aprendeu nessa atividade: “A lição que eu levo deste livro é que não se deve gastar energia com coisas irrelevantes”, contou. Para a voluntária Fernanda Martins, o mais importante não foi o prêmio nem a criatividade nos desafios, mas sim o que aprendeu e como esse concurso acrescentou em sua vida.  Assim como o voleibol, os livros são uma das paixões da professora Cássia. Em 2016, esse amor foi o passo inicial para a idealização da Biblioteca Núcleo Guaratuba – Ler é tão bom quanto jogar – que, desde então, conta com um acevo de livros de esporte e de histórias de superação para que as crianças e adolescentes possam desfrutar.

O Instituto Compartilhar é signatário do Pacto Global da ONU e ajuda a construir um futuro melhor para as próximas gerações por meio da prática dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.