Início Saúde

Saúde alerta para vacinação contra a febre amarela

Nesta quarta-feira (08), a Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, confirmou a mortes de 33 macacos contaminados pelo vírus da febre amarela no Paraná, de julho de 2019 até a data de hoje. São 17 mortes a mais do que no último informe divulgado em 19 de dezembro.

Os casos confirmados de epizootias neste período foram registrados nos seguintes municípios: Castro (11), Ponta Grossa (8), Ipiranga ( 2), Sapopema (2), Teixeira Soares (2), Piraí do Sul (2), Palmeira (1), Balsa Nova (1), São João do Triunfo (1), Mandirituba (1), Prudentópolis (1) e Imbituva (1).

Os casos mais recentes, confirmados em dezembro, aconteceram em Piraí do Sul, no dia 6; em Palmeira, no dia 5; em Teixeira Soares, no dia 4 e em Imbituva, também em 4 de dezembro. Seguem em investigação outros 79 casos de mortes de macacos.

De acordo com o Calendário Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, a vacina contra a febre amarela deve ser recebida pelo bebê aos nove meses de idade. A partir deste ano, Ministério da Saúde indica uma dose de reforço aos quatro anos. Acima dos cinco anos uma dose é suficiente para a imunização.

Segundo o levantamento da secretaria estadual há 52 notificações para a febre amarela em humanos no Paraná, de julho até agora, sem confirmações. Seguem em investigação os casos em humanos notificados em Curitiba (4), São José dos Pinhais (3), Paranaguá (1), São João (1), Santa Tereza do Oeste (1), Umuarama (1), e Assis Chateaubriand (1).