Início Colunistas

Setembro Amarelo: Saúde mental – precisamos falar sobre isso – parte 3

Neste mês estamos fazendo uma sequência de textos a respeito da saúde mental com o objetivo de informar a população sobre a importância de falarmos nesse assunto. Hoje traremos um pouco sobre as causas.

Pouco se fala ainda sobre esse tema, como se falar de um suicídio atraísse outros. Mas não é verdade. O que ainda evita-se falar é sobre métodos e formas de cometer esse ato, dando assim ferramentas para quem, na verdade, já pensa e decidiu tomar essa atitude.

Quanto às causas do suicídio, os especialistas hoje falam em um processo multifatorial, ou seja, não é somente por um motivo. Normalmente são vários extressores combinados que levam a pessoa a desistir de viver.

De acordo com diferentes estudos, mais de 90% dos suicídios, cometidos ou tentados, são consequência de doenças mentais, principalmente a depressão. Há uma importante e significativa ligação entre a Depressão e o Suicídio (tema do Setembro Amarelo), mas ela não é a única.

De acordo com a OMS (2014), as principais causas da são:

Alcoolismo e as drogas – pois alteram todo o sistema perceptivo e físico do individuo;

Idade – algumas idades e perfis demográficos são os mais acometidos;

Esquizofrenia – doença mental que leva a delírios que podem ser persecutórios e levar o indivíduo a momentos de desespero

Transtorno Bipolar – tanto as crises de mania quanto as depressivas deste transtorno podem levar o individuo a uma atitude desesperada.

Síndrome de Burnout – o alto estresse e fadiga desta síndrome são causas importantes para o individuo sentir-se incapaz de solucionar seus problemas

Estresse e ansiedade – a doença do século, que leva o individuo a crises fortíssimas de pânico e outras expressões de Transtornos de Ansiedade

Estarmos atentos a nossa qualidade de vida de vida e das demais pessoas ao nosso redor é fundamental para a manutenção da vida!

 

Psicóloga Renata Alves Gava

CRP 08/11953