Início Colunistas

Setembro Amarelo: Saúde mental – precisamos falar sobre isso – parte 4

Neste quarto texto falando sobre a saúde mental e o suicídio como consequência, vamos trazer algumas estatísticas oficiais sobre esse tema. O Ministério da Saúde divulgou estudos com dados importantes a serem considerados:

  • No mundo uma pessoa se suicida a cada 40 segundos
  • No Brasil, esse número altera para um a cada 45 minutos.
  • 60% são causados por enforcamento, 18% por intoxicação exógena
  • Cerca de 1.300.000 jovens morrem no mundo anualmente, vítimas de causas evitáveis ou tratáveis.
    • Trânsito: Principal causa de morte – 11,6% do total;
    • Suicídio: responsável por 7,3% das mortes;
    • HIV/AIDS e infecções respiratórias
    • Violência: o Brasil é o 6º país do mundo com mais homicídios de jovens. (OMS, CDC, UNICEF / 2012)

É um assunto muito complexo, e um tabu, o que dificulta a redução no preconceito e o tratamento. É um assunto de saúde pública.

A meta da OMS (Organização Mundial da Saúde) é reduzir em 10% o número de óbitos por suicídio até 2020. No Brasil foram liberados R$12 milhões para ações como pesquisas sobre o suicídio em populações com transtornos mentais e doenças como o HIV; verba para projetos nas Redes de Atenção Psicossocial de todo o país (RAPS); ampliação do atendimento do CVV (Centro de Valorização da Vida – o 188). Vários projetos estão habilitando os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) na qualificação de ações de prevenção ao suicídio. Cidades que tem um CAPS atuante, o número de suicídio teve uma redução de 14%.

Psicóloga Renata Alves Gava

CRP 08/11953