Início Colunistas

Setembro Amarelo: Saúde Mental – Precisamos falar sobre isso…

O termo é mais assustador do que parece, Saúde Mental. Quando falamos assim, parece algo muito grave, que é assunto “para loucos”.  Até seria, se os “normais” não tivessem que estar saudáveis mentalmente, concorda?

Falar de saúde mental é falar de relacionamentos saudáveis, autoconhecimento, boa qualidade de vida, saúde física, vivência de uma boa espiritualidade, entre outros.

Esse é um conjunto que precisa caminhar equilibrado, o biopsicossocial: corpo, mente, convívio social e espiritualidade. Quando um desses é afetado, consequentemente atinge os demais. Por exemplo, ao sentirmos dor de cabeça (bio- corpo), tendemos a ficar mais quietos e isolados (social), mais irritados e alguns até mais ríspidos (mental). Como, nessa condição, conseguimos nos relacionar com os outros, com nossa fé e transcendência? Ficamos então abalados biopsicossocial e espiritualmente.

Veja também: Centro de valorização a vida realiza atendimento gratuito.

Da mesma maneira, quando estamos ansiosos, temos taquicardia, suor nas mãos, não conseguimos o foco e a concentração, não prestamos atenção em nós mesmos e no outro. Abalando-nos também.

Esse mês de setembro é dedicado a campanhas de alerta quanto a um assunto do qual ninguém gosta de falar, o Suicídio. Esse é um tabu em nossa sociedade,mas que precisa urgentemente deixar de ser, pois os números a esse respeito são alarmantes:

A CADA 40 SEGUNDOS, UMA PESSOA SE SUICIDA NO MUNDO.

PARA CADA UMA QUE CONSEGUIU, OUTRAS 20 TENTARAM.

Para uma pessoa conseguir efetivar algo tão sério e “antinatural”.

Por Renata Gava