Início Esportes

Torcida pressiona, mas Coxa perde em casa para o Oeste por 2 x 0

O Coritiba enfrentou o Oeste na noite desta sexta-feira (24), pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. De início, a torcida do Coxa chegou pressionando o time, com a faixa “Salário em dia, criem vergonha na cara” exposta nas arquibancadas. Choveu muito durante toda a partida que, apesar da cobrança do público paranaense, terminou com a vitória do Oeste por 2 x 0.

No primeiro tempo, logo aos 12’, o Oeste quase abre o placar, com uma cabeceada para o gol do atacante Pedrinho, mas a bola vai para fora. Em seguida, aos 13’, o Coritiba faz a primeira substituição, com a entrada de Yan Sasse no lugar do meia Carlos Eduardo. O Oeste marca o primeiro gol, com a finalização do volante Marciel, aos 17’.

O segundo do Oeste não demora a vir, com Marcinho, aos 24’. O Coritiba reage e quase marca aos 28’, com Guilherme, mas a bola acaba indo para escanteio. Aos 29’, Yan Sasse recebe cartão amarelo. O Coritiba continua pressionando e aos 38’ Guilherme Parede cobra falta, mas o goleiro Tadeu defende.

Aos 41’, o Oeste quase marca o terceiro, com Zé Eduardo, mas a bola passa raspando a trave e vai para fora. O primeiro tempo termina com mais um cartão amarelo para o Coritiba, desta vez para o jogador Rodrigo Ramos.

Aos 4’ do segundo tempo, Yan Sasse tenta o gol após cobrança de falta, mas a bola passa perto e não entra. Aos 10’, o Coritiba leva um susto, com Conrado quase marcando um gol contra ao tentar evitar um escanteio. O time paranaense tem uma nova chance aos 15’, com Yan Sasse, mas a bola desvia em Marciel. Aos 20’, Jean Carlos também tenta, ao receber dentro da área, mas não consegue marcar.

Vinícius Kiss, do Coritiba, faz gol aos 28’, mas é a desconsiderado com a marcação do impedimento pelo assistente do árbitro. O jogo segue sem grandes surpresas e termina aos 51’, com vitória do time visitante.